Quem é o Haddad sem o antipetismo?

No 2º turno das eleições teremos de um lado, Fernando Haddad e do outro, Jair Bolsonaro. Mas afinal, quem são os dois candidatos por trás do “antipetismo”, principal pivô da polarização das eleições de 2018? Hoje analisarei o candidato Fernando Haddad, mas sem usar o “antipetismo”.

haddad

Fernando nasceu em São Paulo, ele é o segundo de 3 irmãos. Seu Pai, Khalil Haddad, veio do Líbano em 1947, dois anos após o fim da segunda guerra mundial. Sua mãe, Norma, também é filha de Libaneses, mas nasceu no Brasil. Seu avô, Cury Haddad, era Pastor Ortodoxo e ficou famoso no Líbano por lutar contra o domínio Francês.

No Brasil, o pai de Fernando se estabeleceu como comerciante atacadista de tecidos. Ele cresceu na zona sul de São Paulo e estudou no colégio Bandeirantes. Em 1981 ingressou na faculdade de direito da USP, se dividindo entre os estudos e as obrigações na loja de tecidos do pai.

No terceiro ano de faculdade, Fernando começou a se envolver com politica, a ditadura militar estava chegando ao fim, e grupos militantes da esquerda, podiam finalmente discutir abertamente ideologias politicas até então proibidas pelos militares.

Fernando, rapidamente mostrou sua empatia como líder politico e foi eleito presidente estudantil, logo, integrou as comissões populares do movimento “Diretas Já”, que pediam a volta das eleições presidenciais no Brasil.

Fernando Haddad se formou bacharel em direito, fez mestrado em economia e doutorado em filosofia. Em 1988 casou-se com a dentista, Ana Estela, com quem namorava desde os 17 anos e juntos tiveram dois filhos.

A carreira de Fernando seguiu rumos alternativos, ele foi analista financeiro do Unibanco, professor de ciências politicas na USP, e é o criador da famosa tabela FIPE, aquela que usamos para avaliar o preço dos nossos veículos.

Foi só em 2001 que Fernando Haddad ingressou na carreira pública assumindo a função de chefe da secretária de Finanças do município de São Paulo. No ano seguinte, foi promovido para o cargo de Secretário-Executivo do Ministério da Educação e nessa época, Fernando desenvolveu o Programa Universidade para Todos (ProUni).

Em 2005, a convite do então presidente Lula, assumiu o cargo de Ministro da Educação, dentre outros feitos, Fernando criou o IDEB, famoso Índice de Desenvolvimento da Educação Básica, que mede a qualidade do ensino fundamental e médio. Ele também conseguiu elevar o fundo de investimento na educação de 3.9% para 5.1% do produto interno bruto, porém, tais investimentos não melhoraram a colocação do Brasil no ranking internacional da educação. 

Em 2012, Fernando foi eleito prefeito de São Paulo e sua principal bandeira durante o mandato foi a mobilidade urbana, dentre outras medidas, implantou mais de 400 km de ciclofaixas, investiu em transporte publico e diminuiu a velocidade nas marginais, o que fez o trânsito fluir na capital, mas suas medidas, apesar de terem funcionado, não agradou todos os usuários.

Em 2016, a presidente Dilma Roussef foi impeachimada e a onda “antipetista” cresceu e se solidificou. Enfraquecido pela baixa popularidade do partido nessa época, Fernando não conseguiu se re-eleger, perdendo para João Dória, que abandonou a prefeitura de São Paulo, e hoje, disputa o segundo turno para Governador.

Fernando Haddad reponde processos de improbidade administrativa por ações investigadas durante o período em que foi prefeito de São Paulo. Ele também é investigado por denúncias de caixa 2 nas eleições de 2016. Porém, como não foi condenado, isso não caracteriza fixa suja.

Se tirarmos o “Antipetismo” de Fernando Haddad, sobrará um professor universitário com solida carreira, que ao entrar na vida publica desenvolveu projetos reconhecidos internacionalmente, que hoje, beneficiam milhares de brasileiros.

Como prefeito, teve um mandato questionável, sua popularidade foi baixa, mas muitas de suas medidas são consideradas inovadoras.

Se for da vontade dos brasileiros, Fernando Haddad pode ser eleito dia 28 de outubro como o novo presidente do Brasil.

 

(…)

 

Essa Matéria foi publicada no Jornal A Tribuna NH e na página do Facebook NH News.

Você se sente seguro em Novo Horizonte? Lembre-se de proteger o seu patrimônio. A Serseg Segurança, esta no mercado a mais de 10 anos. Quer proteger sua casa, sua empresa, seu patrimônio? A Serseg tem a solução ideal para você.

Ligue e peça um orçamento 17 – 3542-1100

Se preferir, acesse o site www.sersegsegurançaprivada.com.br

serseg blog

A produção do NH News é minha, Gilson de Lazari e a edição é do Rogério Silva. Se você gosta do NH News, saiba que pode ser um patrono e assim ajudar nessa missão que é valorizar a cultura local, levar informação e livrar nossa cidade de antigos estigmas, principalmente, no âmbito político.

Saiba o que é e como ser um patrono acessando o link .

Receba o NH News “grátis” toda segunda pelo whatsapp… É só clicar aqui http://bit.ly/2K4qbFv e confirmar a mensagem.

Meu nome é Gilson de Lazari e foi um prazer falar de Novo Horizonte com vocês. Até a próxima.

Anúncios

Precisando de ajuda para o dia “7”?

Tanto falamos em presidente e pouco damos atenção para o mecanismo que, realmente, faz a roda girar, ou travar – o Congresso Nacional com senadores, deputados e governadores. Domingo, vamos escolher seis candidatos que irão nos representar. Caso ainda esteja em dúvida, hoje, vou explicar como você deve proceder, para não se dar mal no dia “7”.

presidentes

Vamos imaginar que você está de saco cheio da corrupção e quer votar em branco, Ok!

Na urna eletrônica tem uma tecla branca, você aperta ela e confirma na tecla verde. Mas se preferir, pode também anular seu voto, digitando um número qualquer, que não corresponda a nenhum candidato, por exemplo, 000 e confirme. Seu voto será anulado e assim como o voto em branco, não corre riscos de ir para candidato nenhum. Porém, diminui os votos válidos e talvez ajude quem você não quer ajudar.

Se você está com preguiça de pesquisar, pode votar na legenda, também. É só digitar os dois números do seu partido de preferência e confirmar. Mas, se você não quer abdicar do seu direito de escolha e faz questão, não só de votar, mas de votar certo, então segue algumas dicas…

Ao chegar na urna, seu primeiro voto será para deputado federal. Sua principal função é legislar, a nível nacional, ou seja, propor, discutir e aprovar leis, que podem alterar, até mesmo, a Constituição. Cuidado com o seu voto, “hein”! É o deputado federal quem aprova ou não as medidas provisórias, propostas pelo presidente. Na urna, digite quatro números, assim que aparecer a foto do seu candidato ou candidata, confira se está correto, e aperte o botão verde. Se estiver errado, aperte o botão laranja (corrigir) e comece novamente.

O próximo voto será para deputado estadual, digite os cinco números referentes ao seu candidato e confirme. Essa função é bem parecida com a do deputado federal. A diferença é que, ao invés de fiscalizar o presidente, ele fiscaliza o governador e sua área de atuação se limita ao estado, no nosso caso, São Paulo.

Outra atribuição importante é a “emenda parlamentar”, pois através delas, deputados estaduais podem direcionar recursos para os municípios, mas, vale lembrar que esse dinheiro já é nosso. Políticos divulgam que “trouxeram dinheiro para Novo Horizonte”, não caia nessa, eles, no máximo, indicaram a necessidade de se investir aqui. Seu voto não precisa ser em reconhecimento a nada, nem a ninguém. Vote em quem quiser, o dinheiro continuará vindo. Ele é nosso por direito.

O próximo voto é para senador e, nessa eleição, você vai precisar escolher dois, ok? Os senadores eleitos vão integrar as comissões de analise, julgamento entre outros. É um cargo muito importante.
O senador, também, tem poder de julgar as decisões dos deputados federais, ou seja, podem vetar decisões da câmara. Para Senador, você deve digitar três números e vale lembrar que esses caras ficarão lá por oito anos, tá? Olho aberto.

Próximo passo, governador. Muito se discute sobre as expectativas com o novo presidente, mas poucos sabem que os principais setores públicos são administrados por nosso governador. Por exemplo: a segurança pública é função do governador, tá ruim? Você está com medo da violência? Pois é… cobrem o governador.

Você se importa com os professores, escolas e a qualidade do ensino do seu filho…? Preste atenção no candidato ao cargo de governador, pois é ele que cuida da educação.

E a saúde, como vai? Tá ruim né? Pois é, função do governador, também! E olha, aqui no nosso estado: o mesmo partido governa há 24 anos. Será que vale a pena insistir ainda mais? Pesquise bem. Seu voto para governador é tão importante quanto o de presidente. Na urna, você vai digitar dois números e confirmar.

Por fim, escolha seu presidente digitando, também, os dois números que o identificam e confirme, finalizando a votação. Se tiver dúvida, os mesários podem auxiliá-lo, mas não influenciá-lo.

Agora, se a sua dúvida for sobre “em quem votar”, aviso que alguns aplicativos foram desenvolvidos para auxiliá-lo, pois eles refinam os candidatos de acordo com as suas convicções – Você é contra o aborto? – Você é a favor das armas? Respondendo perguntas como essas, você saberá quais são os candidatos que pensam igual a você. Abaixo deixarei os links.

E antes de finalizar, só um recado: de nada valerá eleger um presidente, esperando que ele resolva os problemas sozinho. Numa democracia, ninguém governa sozinho, entender o mecanismo, é o mínimo que você deve fazer, e vale a pena, pois se tivermos sabedoria na escolha, te garanto eleitor, o Brasil mudará, sem golpe, sem retrocesso e sem polarização. A democracia nos oferece todas as ferramentas necessárias para mudarmos nosso País, basta aprendermos a usá-las.

(…)

MATCH ELEITORAL – Essa ferramenta vai te ajudar a encontrar candidatos a Deputado Federal e Senadores que combinem com você.
Escolha o seu estado, o cargo do político, responda as perguntas e especifique a importância daquela resposta. Para começar clique aqui.

TEM MEU VOTO – Esse é semelhante ao Match Eleitoral, apesar de mais simples, tem também a opção de escolher Deputado Estadual. Para começar clique aqui. 

(…)

 

Essa Matéria foi publicada no Jornal A Tribuna NH e na página do Facebook NH News.

Você se sente seguro em Novo Horizonte? Lembre-se de proteger o seu patrimônio. A Serseg Segurança, esta no mercado a mais de 10 anos. Quer proteger sua casa, sua empresa, seu patrimônio? A Serseg tem a solução ideal para você.

Ligue e peça um orçamento 17 – 3542-1100

Se preferir, acesse o site www.sersegsegurançaprivada.com.br

serseg blog

A produção do NH News é minha, Gilson de Lazari e a edição é do Rogério Silva. Se você gosta do NH News, saiba que pode ser um patrono e assim ajudar nessa missão que é valorizar a cultura local, levar informação e livrar nossa cidade de antigos estigmas, principalmente, no âmbito político.

Saiba o que é e como ser um patrono acessando o link .

Receba o NH News “grátis” toda segunda pelo whatsapp… É só clicar aqui http://bit.ly/2K4qbFv e confirmar a mensagem.

Meu nome é Gilson de Lazari e foi um prazer falar de Novo Horizonte com vocês. Até a próxima.

 

Afinal, urna eletrônica é confiável, ou não?

Antes de escrever essa matéria, fiz uma enquete no Facebook e descobri que mais de 65% das pessoas, não confiam na urna eletrônica. Pensei: Isso é um desastre, pois o voto eletrônico foi implantado no Brasil, exatamente para acabar com a desconfiança e as fraudes eleitorais. Será que as urnas eletrônicas não deram certo no Brasil?

materia urna

A primeira vez que as urnas eletrônicas foram usadas no Brasil, foi em 1996. Aqui em Novo Horizonte, isso aconteceu só em 2000 quando elegemos Toyota pela primeira vez. Muitos que hoje desconfiam da urna eletrônica, sequer lembram, mas antes, o eleitor recebia uma cédula de papel, votava e depositava em uma urna de lona que depois seria apurada manualmente. Nessa época, ocorriam todos os tipos de fraudes, urnas emprenhadas com votos falsos, preenchimento de votos em branco, contabilização de votos ilegíveis, entre outras fraudes… Então, o governo resolveu investir em tecnologia e assim acabar com a manipulação humana durante a contagem dos votos. Hoje, a apuração é feita em apenas alguns minutos após o encerramento das votações. Eu fui falar com o chefe do cartório eleitoral de Novo Horizonte, Carlos Eduardo Valéo e ele me esclareceu várias duvidas sobre o assunto. Abaixo, vou reproduzir os principais mitos e duvidas de quem não confia na urna eletrônica e quem sabe eu consiga mudar um pouco essa ideia de que elas não são confiáveis.

“Qualquer estudante de computação consegue acessar a urna e “rackea-la” Não, isso não é verdade, a urna não permite acesso remoto, pois ela não esta conectada a nenhuma rede. Os votos são armazenados em um pen-drive que é criptografado com uma assinatura digital exclusiva. O TSE contrata rackers para que quebrem a criptografia da urna e quando isso acontece, novas medidas de segurança são tomadas para deixar a urna ainda mais segura.

“Quem nomeia os ministros do TSE são políticos, sendo assim, a ordem de alterar os resultados das urnas vem de cima”. Isso também não é verdade, pois existem leis e fiscais que protegem a integridade do TSE. O processo de lacração das urnas é público e pode ser acompanhado por qualquer cidadão, no último dia 29, eu mesmo acompanhei. Somente depois de testadas e auditadas por representantes dos partidos é que as urnas passam a ser válidas. O Fato do PT ter ganho as últimas 4 eleições presidenciais, não reforça esse mito, afinal, no Estado de São Paulo, quem ganhou as últimas seis eleições foi o PSDB.

“A fraude só acontece na apuração final, onde não tem representantes dos partidos para acompanhar” Sem chances, pois o sistema é programado para que ninguém, nem mesmo os programadores, consigam alterar uma virgula, durante o período de votação e apuração. Além disso, cada urna imprime um relatório para conferência posterior. Existe um programa exclusivo do governo chamado “transportador”, onde os dados do pen-drive, após a votação, são enviados ao TRE que confere a origem e reconhece a autenticidade da fonte. Tudo de forma automatizada sem manipulação humana. Só depois de confirmada a origem daqueles dados é que começa a divulgação ao vivo da apuração das urnas. Um grande show da democracia, diga-se de passagem.

“Então porque os Estados Unidos e outros Países de primeiro mundo não aderiram ao voto eletrônico?” Quem disse que eles não aderiram? Nos Estados Unidos os votos são apurados por estado e cada um tem autonomia para escolher seu sistema de voto. Em alguns estados americanos o voto é exatamente igual ao Brasil. Além disso, hoje, mais de 30 países já aderiram a urna eletrônica, entre eles, Suíça, Canada, Austrália, Japão e até a Índia, a maior democracia do mundo com 800 milhões de eleitores.

“Porque além do voto eletrônico, não tem também voto impresso para tirar a duvida, como em outros países?” Porque o voto impresso poderia causar ainda mais duvidas, estaríamos sujeitos a velha manipulação humana. Se a ideia é evoluir, não faz sentido regredir. Além disso, o custo de acoplar impressoras em mais 500 mil urnas eletrônicas seria altíssimo, mas provavelmente nas próximas eleições os votos impressos se tornarão uma realidade.

“Porque eu não posso receber um comprovante do candidato em que eu votei?” Porque isso seria um desastre, você já ouviu falar em voto de cabresto? Imagine o patrão na segunda feira, logo após as eleições, exigindo o comprovante de cada funcionário para saber se os mesmos votaram conforme a sua vontade?

“Então a urna é 100% segura?” Não, ela é passível de erros, mas nada que comprometa o resultado final da eleição. “Um dia a urna pode ser rackeada?” Sim, pode, mas em 22 anos de uso, nunca houve confirmação de uma fraude se quer. E para quem gosta de teorias da conspiração, é só procurar na internet que encontrará centenas delas, mas essas teorias são boas, pois servem para que o TSE fique ainda mais atento sobre possíveis erros que possam surgir futuramente nas urnas eletrônicas.

Para finalizar, cá entre nós eleitor, você já viu algum político que ganhou a eleição reclamar da urna eletrônica? Não né? Por isso, dia 7 de Outubro, pegue sua colinha e vai na fé, seu voto vale muito, ele pode mudar nosso país.

Olho aberto e sempre em frente, jamais para trás.

(…)

Essa Matéria foi publicada no Jornal A Tribuna NH e na página do Facebook NH News.

Você se sente seguro em Novo Horizonte? Lembre-se de proteger o seu patrimônio. A Serseg Segurança, esta no mercado a mais de 10 anos. Quer proteger sua casa, sua empresa, seu patrimônio? A Serseg tem a solução ideal para você.

Ligue e peça um orçamento 17 – 3542-1100

Se preferir, acesse o site www.sersegsegurançaprivada.com.br

serseg blog

A produção do NH News é minha, Gilson de Lazari e a edição é do Rogério Silva. Se você gosta do NH News, saiba que pode ser um patrono e assim ajudar nessa missão que é valorizar a cultura local, levar informação e livrar nossa cidade de antigos estigmas, principalmente, no âmbito político.

Saiba o que é e como ser um patrono acessando o link .

Receba o NH News “grátis” toda segunda pelo whatsapp… É só clicar aqui http://bit.ly/2K4qbFv e confirmar a mensagem.

Meu nome é Gilson de Lazari e foi um prazer falar de Novo Horizonte com vocês. Até a próxima.

Em quem votar no primeiro turno?

Por eu ser colunista da Tribuna, diretor do NH News e não economizar opiniões sobre politica nas redes sociais, em especial sobre a minha cidade… muitos cobram que eu divulgue o meu voto. A maioria quer apenas criticar minha opção, pois sou um critico ferrenho do candidato líder das pesquisas e unanimidade entre os novorizontinos. Mesmo assim, hoje, revelarei meu voto e se você estiver indeciso, talvez essa matéria seja útil para você.

blog header

O voto no primeiro turno é o voto de esperança, é quando podemos escolher o candidato que represente nossa visão do mundo. Qual o Brasil ideal para nossos filhos? Sim, é agora, no primeiro turno que devemos fazer essa reflexão e escolher com esperança, jamais com ódio e independente das pesquisas eleitorais.

Temos 13 opções para presidente, porém, esta difícil escolher. Estamos em plena crise econômica e a maioria dos candidatos usam falsas promessas e mentiras uteis para fidelizar o eleitor indignado. Eu também estou indignado, mas tenho uma grande preocupação em não piorar a nossa situação, por isso, não citarei o candidato Bolsonaro. Quero falar apenas de opções saudáveis para o nosso país e talvez até, ajudar os indecisos. Mas antes de falar em quem eu vou votar, primeiro falarei em quem não vou votar e porque.

João Amoedo, é a melhor opção para quem quer um país de direita, mas tem medo de piorar com Bolsonaro. Se eu fosse rico, com certeza votaria no Amoedo, pois ele parece ser um cara inteligente que respeita a democracia, diferente de outros candidatos de direita. Infelizmente sou pobre, e Amoedo não tem planos a longo prazo para diminuir a desigualdade social que ao meu ver, é o maior problema do Brasil.

Guilherme Boulos é o candidato que consegue em seu plano de governo, melhor representar os lamentos da imensa população pobre do Brasil. Seu discurso se apóia na triste estatística de que apenas 1% da população detém 28% das riquezas do nosso país. Mas Boulos é populista e insiste em trazer Lula para sua campanha e assim, angariar seus seguidores. Acho que Boulos dividiria ainda mais os brasileiros, não voto, pois o momento requer união.

Lula não vai concorrer, mas se fosse, ganharia no primeiro turno. Em seu lugar está Fernando Haddad, que até foi um bom prefeito em São Paulo, sei disso, pois eu morava lá nessa época. Mas muito melhor que ele, seria Manuela D’Avilla em outro partido, mas infelizmente ela aceitou ser vice de Haddad. Manuela, apesar dos ideais comunistas, representa a luta das mulheres e eu acredito sinceramente que esse é o caminho, pois somente quando nosso congresso for 50% feminino é que teremos uma representação honesta aos anseios do país. O problema é que as próprias mulheres não acreditam nisso. Insistir com o PT me parece um grande erro, pois sinto que o partido luta apenas pela manutenção do poder e eu quero votar na mudança e com esperança.

Ciro Gomes é um candidato que começou sua campanha cedo, eu achei que ele seria uma boa opção, mas Ciro caiu no meu conceito quando descobri que sua vice, Katia Abreu, é envolvida com desmatamentos e trabalho escravo, além disso, Ciro passou a investir em propostas populistas do tipo: “vote em mim que eu vou tirar seu nome do SPC”. Ao meu ver soa como: “volte em mim que vou liberar arma de fogo”, sabe? É apelativo, e trata a causa,  não o problema.

Aliás, um belo exemplo da causa do nosso problema é a contraditória candidatura de Geraldo Alckimin. Ele e o seu partido, PSDB estão a 24 anos a frente do estado de São Paulo, grande parte da culpa dessa desordem é deles. Porém, Alckimin, uniu o centrão e isso lhe deu um tremendo empurrão, tanto entre os aliados, quanto na TV, mas eu não voto no PSDB, pois entendo que além de corruptos, são gananciosos e manipuladores.

Além desses que eu detalhei, talvez você se interesse por Alvaro Dias e Henrique Meirelles, candidatos que no meu ponto de vista, representam a velha política, os acordões, o toma lá da cá. Enfim, não tem meu apreço. Existem mais candidatos, eu sei, mas são inexpressíveis pra mim, por isso não comentarei nessa matéria opinativa.

Fica um alerta: Esses argumentos que usei para justificar em quem não voto, são todos questionáveis e reversíveis, pois estamos em campanha e se você pesquisar, vai achar os próprios candidatos dando versões alternativas sobre o que eu falei. Pesquisem, foi o que eu fiz, e assim, encontrei minha candidata para o primeiro turno: Marina Silva.

Ninguém vai salvar o país, quem acredita nisso esta iludido. Todos tem prós e contras, mas eu consegui acalmar meu coração imaginando a possibilidade de Marina Silva ser eleita presidente do Brasil. Você pode estar rindo, mas será que a conhece?

Marina é do Acre, ela nasceu em uma família paupérrima e somente aos 15 anos de idade é que teve acesso à educação. Foi trabalhando como domestica e seringueira que Marina conseguiu se formar em história na universidade federal do Acre. Mais tarde, tornou-se ativista e ao lado de Chico Mendes, lutou contra o desmatamento da Amazônia. Na década de 80, Marina se filiou ao PT, e muitos torcem o nariz por isso, mas vale lembrar que o PT dos anos 80, era um projeto de partido novo que nascia com muita esperança de mudança.
Ela foi vereadora, deputada e senadora pelo Acre. Detalhe, sempre eleita como a candidata mais votada. Em seus mandados, ficou conhecida por combater privilégios políticos e criar leis ambientais. Em 2003 foi nomeada ministra do meio ambiente e apesar das inovações, Marina teve que lidar com a corrupção sistêmica dos ministérios, fato que motivou ela a entregar sua famosa carta de exoneração em 2008.

Somente em 2009, assediada pelo Partido Verde, Marina se lançou como candidata a presidência do Brasil e obteve incríveis 20 milhões de votos.

Em 2013 Marina saiu como vice de Eduardo Campos, mas como todos devem se lembrar, o avião em que ele estava caiu, então Marina saiu candidata novamente e ficou em terceiro lugar com 22 milhões de votos.

Em 2015, Marina oficializou seu próprio partido, a “Rede Sustentabilidade”, assim como Amoedo fez com o partido “Novo”. A Rede é um partido moderno que defende a liberdade de expressão e não se define como direita ou esquerda, e sim, livre para negociar com ambos os lados. Eu, sinceramente prefiro partidos que se posicionem, mas a Rede, acima de tudo, combate a corrupção. Foram eles que fizeram os pedidos de cassação de Aécio, Renan Calheiros e até da chapa Dilma/Temer.

Marina é a única candidata que defende a preservação dos museus brasileiros em seu plano de governo e promete investir na cultura, que por acaso, é o meu setor de atuação. Só isso já seria suficiente para eu apoia-la, mas tem outro detalhe, o seu vice, é simplesmente o cara mais legal da politica nacional, Eduardo Jorge, que foi um dos criadores do SUS e disputou a presidência em 2014 ficando em sexto lugar.

Mariana é evangélica, algo que particularmente não me agrada nem um pouquinho, pois eu acredito que religião e politica não combinam. Mas fiquei confortável ao descobrir que Silas Malafaia e Feliciano são desafetos de Marina, um ótimo sinal, pois são perfeitos exemplos de falsos profetas que usam da ignorância dos fieis para perpetuar o poder atuando em causa própria.

Muitos vinculam a imagem de Marina com a de uma mulher fragilizada, mas eu, enquanto pesquisava sobre a vida dela, tive certeza que isso é puro preconceito, pois muitas dessas pessoas que clamam por autoritarismo na politica, jamais seriam “machos” o suficiente para sobreviver a um décimo do que Marina passou.

Ela é negra, perdeu a mãe com 14 anos, sua origem é pobre, luta pela igualdade, defende a natureza e prega a união dos brasileiros. Eu consigo me sentir esperançoso imaginando Marina como a minha presidente, por isso, no primeiro turno meu voto é dela.
Se você se interessou por Marina Silva, saiba que o número dela é o 18.

(…)

Essa Matéria foi publicada na página do Facebook NH News.

Você se sente seguro em Novo Horizonte? Lembre-se de proteger o seu patrimônio. A Serseg Segurança, esta no mercado a mais de 10 anos. Quer proteger sua casa, sua empresa, seu patrimônio? A Serseg tem a solução ideal para você.

Ligue e peça um orçamento 17 – 3542-1100

Se preferir, acesse o site www.sersegsegurançaprivada.com.br

serseg blog

A produção do NH News é minha, Gilson de Lazari e a edição é do Rogério Silva. Se você gosta do NH News, saiba que pode ser um patrono e assim ajudar nessa missão que é valorizar a cultura local, levar informação e livrar nossa cidade de antigos estigmas, principalmente, no âmbito político.

Saiba o que é e como ser um patrono acessando o link .

Receba o NH News “grátis” toda segunda pelo whatsapp… É só clicar aqui http://bit.ly/2K4qbFv e confirmar a mensagem.

Meu nome é Gilson de Lazari e foi um prazer falar de Novo Horizonte com vocês. Até a próxima.

Vingança pessoal com dinheiro do município? Aqui não!

O prefeito Toyota e sua equipe (que num passado longínquo, até fizeram algumas boas ações), nos últimos anos apenas decepcionam seus eleitores com uma incrível sucessão de erros, denuncias, escândalos e descasos. Porém, quando achamos que não dá para piorar, surge também a suspeita de que um comissionado estaria promovendo vingança pessoal com dinheiro do município. É mole?

coreto

Isolados na sua deprimente incapacidade de ouvir os anseios da população, o prefeito e sua equipe, estão procurando apoio em outras cidades. Esse é o caso da diretoria de Cultura de Novo Horizonte, onde nosso diretor, oriundo de uma cidade vizinha, foi contratado em cargo de comissão pelo salário mensal de 7.286,85 reais.

A primeira medida do diretor de Cultura no inicio do mandato foi excluir e bloquear todos os artistas de Novo Horizonte que ousaram não apoiar o prefeito eleito. Sua segunda medida foi descaracterizar a arquitetura original do coreto municipal, alegando como justificativa que iria realizar eventos mensais no local. Porém isso nunca aconteceu.

Nesse clima de ineficiência e arrogância, o Diretor de Cultura tentou assumir a administração do Centro Cultural, Gino de Biasi Filho, mas acontece que o local já é administrado pela associação Sebastião de Godoy, que por sua vez, gentilmente permitiu que a diretoria de Cultura utilizasse o espaço, desde que: agendasse seus eventos antecipadamente, assim como todos os usuários fazem.

Ofendido, o Diretor de Cultura confabulou com o departamento jurídico da prefeitura uma ação de “esbulho possessório” e um pedido de reintegração de posse. Sugerindo que a associação Sebastião de Godoy, estivesse invadido o Centro Cultural. O Juiz negou a reintegração e o Ministério Publico já emitiu um parecer: “não há irregularidade na concessão”, mas o processo segue.

Desde então, o Diretor de Cultura, passou a boicotar o nosso Centro Cultural, alugando com “dinheiro do município”, espaços particulares para promover eventos da prefeitura. E detalhe… mesmo sabendo que pode usar o Centro Cultural de graça para os eventos da Cultura. Mas talvez a pior ação do diretor contra a cultura da nossa cidade, tenha sido a tentativa de impedir que os alunos da rede municipal visitassem a feira do livro que aconteceu em junho no Centro Cultural, e foi necessário até a intervenção do Secretário de Educação. Olha onde chegou essa briga de ego? Mas calma, vai piorar…

A Diretoria de Cultura, mesmo sem verba, alugou a “Casa do Padre” para ser o “QG da Cultura”. Essa ação foi justificada com mais promessas que jamais serão cumpridas, afinal, o espaço não tem acessibilidade, e por lei, não pode ser usado. É só mais um imóvel alugado sem necessidade, dinheiro que poderia estar sendo investido na cultura, mas é jogado fora. Aliás, o repasse anual de verbas para a diretoria de Cultura é suficiente apenas para os salários dos diretores, sobrando para investir na Cultura praticamente nada. Não faz o menor sentido manter uma diretoria nessas condições, seria apenas mais um cabide de emprego?

Mas vale lembrar que esse “racha” fortaleceu o Centro Cultural. Por lá, toda semana tem projetos musicais, palestras, lançamentos de livros, desfiles e homenagens. Não querendo ficar pra trás, a Diretoria de Cultura deu sua resposta promovendo uma “Feira Literária” no salão paroquial. Além de vender livros para os alunos da rede municipal, também fecharam a rua, alugaram brinquedos e convidaram apenas os artistas que apoiam o prefeito. É óbvio que esse evento teria que ter sido organizado no Centro Cultural, antigo Mercado Municipal, um patrimônio de Novo Horizonte que foi reformado e adaptado através da lei de isenção de impostos patrocinada pela Usina Estiva. Óbvio, mas não foi o que ocorreu.

Os questionamentos sobre o local do evento ecoaram na cidade, todos, “que se importam com a cultura e a educação”, queriam saber o motivo da feira literária não estar sendo no Centro Cultural, mas talvez por não ter uma resposta melhor, o Diretor de Cultura se justificou dizendo que a associação Sebastião de Godoy havia proibido ele e a Diretoria de Cultura de utilizar o Centro Cultural… vê se pode?
O próprio presidente da associação, Vicente Guereschi, confirmou que jamais a Diretoria de Cultura e nem qualquer outro setor da prefeitura foram proibidos de utilizar o espaço. Aliás, o Centro Cultural e a diretoria de Cultura deveriam estar unidos pela cultura e não em brigas judiciais. É uma situação vergonhosa.

Eu prefiro acreditar que esses funcionários públicos não estão promovendo vingança pessoal com o dinheiro do município, mas na duvida, foi protocolado um pedido de esclarecimento sobre a origem do dinheiro usado na tal “Feira Literária”.

(…)

Essa Matéria foi publicada na página do Facebook NH News.

Você se sente seguro em Novo Horizonte? Lembre-se de proteger o seu patrimônio. A Serseg Segurança, esta no mercado a mais de 10 anos. Quer proteger sua casa, sua empresa, seu patrimônio? A Serseg tem a solução ideal para você.

Ligue e peça um orçamento 17 – 3542-1100

Se preferir, acesse o site www.sersegsegurançaprivada.com.br

serseg blog

A produção do NH News é minha, Gilson de Lazari e a edição é do Rogéria Silva. Se você gosta do NH News, saiba que pode ser um patrono e assim ajudar nessa missão que é valorizar a cultura local, levar informação e livrar nossa cidade de antigos estigmas, principalmente, no âmbito político.

Saiba o que é e como ser um patrono acessando o link .

Receba o NH News “grátis” toda segunda pelo whatsapp… É só clicar aqui http://bit.ly/2K4qbFv e confirmar a mensagem.

Meu nome é Gilson de Lazari e foi um prazer falar de Novo Horizonte com vocês. Até a próxima.

Quem tem politico de estimação não consegue rir

O Comediante Marcelo Adnet está fazendo uma série de paródias para o Jornal da Globo imitando os candidatos de 2018. A Globo exibiu até agora, apenas dois, Ciro Gomes e Jair Bolsonaro, mas o comediante disse recentemente que esta muito assustado com as ameaças recebidas por parte dos eleitores do Bolsonaro, aqueles que se dizem pessoas de bem.

maxresdefault

Em entrevista nesta quarta-feira, 5, ao programa “Timeline”, da Rádio Gaúcha, Adnet declarou que “nunca” viu “reações tão violentas em toda sua vida”. Ameaças do tipo: “você merece ser torturado”, “volta pra cuba comunista” e “fracassado” foram enviadas para as redes sociais do comediante. Tais atos e ameaças, foram organizados por militantes pró Bolsonaro que também negativaram o vídeo do Jornal da Globo no You Tube. Hoje esse vídeo do Adnet imitando Bolsonaro tem 100 mil gostei e 300 mil não gostei.

Daí, eu fiquei na duvida… estaria os eleitores do Bolsonaro com “mimimi”?

Para quem não conhece essa expressão, o “mimimi” é geralmente usado nas redes sociais para desmerecer argumentos motivados pelo vitimismo. Por exemplo: É sabido que Jair Bolsonaro só ficou famoso e ganhou milhares de fãs por causa dos seus depoimentos polêmicos e contraditórios, inclusive, recentemente ele negou que os portugueses escravizaram negros africanos e os trouxeram para o Brasil. Inclusive, no mesmo depoimento ele diz que nunca escravizou ninguém, por isso não reconhece essa parte da história.

Como consequência da ignorância, historiadores, professores e até cidadãos comuns ficaram de cabelo em pé, afinal, Bolsonaro quer ser presidente do Brasil.

Felizmente a dinâmica das redes sociais é fantástica e logo, o presidenciável começou a ser questionado pelo absurdo que acabara de dizer em rede nacional, então, seus eleitores, mais conhecidos como “bolsominions” entraram em cena e começaram a defende-lo, alegando que era tudo “mimimi” pois, já não se pode falar o que pensa hoje em dia, está tudo muito chato, ninguém reconhece uma brincadeira, tem sempre que ser politicamente correto e por aí foram as justificativas dos representados pelo mito.

Então, eu volto ao Marcelo Adnet, seguindo como regra a defesa dos bolsominions, posso considerar que o que fizeram ao Adnet, é “mimimi” também, certo?

Mas será que o comediante disse frases tão polêmicas assim contra o candidato? Será que Adnet descriminou Jair? Bom, acho melhor ouvirmos o próprio Adnet:

É sensacional, Adnet faz o mesmo que Chico Anysio, Tom Cavalcanti, Casseta & Planeta e outros, ele tirou um sarro e foi bem sucedido. Cara, quanto ódio e quanto “mimimi” esses eleitores do Bolsonaro tem em seus corações, não?

Mas se você separa-los do bando e conversar individualmente, notará que são apenas pessoas desiludidas com a democracia, que na verdade sequer entendem o valor dela, pois a maioria nasceu em um regime democrático, mas esse assunto para eles é “mimimi” também.

Eu, claro, gargalhei com o vídeo do Adnet, pois não sou um militante partidário apaixonado, quero apenas que o Brasil ande pra frente, evolua de forma saudável e democrática, mas fico triste com a falta de cultura na nossa cidade, apesar de saber que para muitos dos meus conterrâneos, isso também é só “mimimi”.

(…)

Essa Matéria foi publicada na página do Facebook NH News.

Você se sente seguro em Novo Horizonte? Lembre-se de proteger o seu patrimônio. A Serseg Segurança, esta no mercado a mais de 10 anos. Quer proteger sua casa, sua empresa, seu patrimônio? A Serseg tem a solução ideal para você.

Ligue e peça um orçamento 17 – 3542-1100

Se preferir, acesse o site www.sersegsegurançaprivada.com.br

serseg blog

A produção do NH News é minha, Gilson de Lazari e a edição é do Rogéria Silva. Se você gosta do NH News, saiba que pode ser um patrono e assim ajudar nessa missão que é valorizar a cultura local, levar informação e livrar nossa cidade de antigos estigmas, principalmente, no âmbito político.

Saiba o que é e como ser um patrono acessando o link .

Receba o NH News “grátis” toda segunda pelo whatsapp… É só clicar aqui http://bit.ly/2K4qbFv e confirmar a mensagem.

Meu nome é Gilson de Lazari e foi um prazer falar de Novo Horizonte com vocês. Até a próxima.

Mercedez 68 é o carro mais vendido em Novo Horizonte

É quase uma unanimidade, 9 entre 10 pessoas, já escolheram seu novo veiculo, um modelo Mercedez usado, de 1968 – Alemão. Sua lataria foi restaurada no martelinho de ouro e a pintura está reluzente como um espelho. O motor continua original, com os mesmos problemas de antigamente, mas ninguém liga, pois o Mercedez 68 tem garantia de 3 meses para câmbio e motor.

AI 5 BLOG

Eu gosto de carros antigos, principalmente porque esses modelos fabricados hoje em dia são muito frágeis e qualquer batidinha já amaçam, né? Ouvi dizer que os Alemães foram os únicos que fizeram carros com lata boa e motor potente, principalmente durante a década de 30. O problema, é que não podiam trocar os pneus, muito menos devolver o carro em caso de insatisfação.

Conforme os anos se passaram, o Mercedez 68 acabou sendo substituído por modelos mais modernos e eficientes, porém, em 2018, dramaticamente, ele voltou com tudo.

Fiquei Curioso e resolvi dar uma conferida no carrão… não queria ficar de fora dessa onda conservadora, né? E afinal, melhor que Toyota, com certeza deveria ser!

Ao chegar na loja de carros usados eu disse: Bom dia, vim ver o modelo novo.

Ríspido, o vendedor me respondeu: Aqui a gente não tem o “novo” não, aqui é só Mercedez 68!

– Acho que me expressei mau, eu disse “novo”, mas era comparando ao meu velho Fiat 84 que está estacionado aqui na frente.

Então o vendedor, antipático que só, me mostrou o tal do Mercedez 68 e olha, tenho que admitir, é um carro imponente. Mas notei que faltavam alguns acessórios de segurança, tais como: cinto, seta, step, lanternas e retrovisores. O vendedor, já sem paciência comigo disse que isso tudo era frescura. “Quer um acessório de segurança? Toma aqui esse revolver de brinde”.

Achei estranho e meio ressabiado, resolvi guardar a arma no porta luvas, foi quando me deparei com o documento do carro e descobri que aquele era na verdade um Mercedez 68 AI-5. Justo o modelo que a revista 4 rodas havia criticado por não ter autonomia, ser instável nas curvas e responsável pela morte de várias pessoas.

Então, resolvi fazer valer o meu direito de consumidor e pedi um test drive. Quando peguei no volante do possante, logo percebi que a direção não era hidráulica, então o vendedor me disse: “Esse carro é só prá macho, mulher não consegue dirigi-lo não!”

Ao chegar na esquina, tentei virar para esquerda, mas o carro foi para direita atropelando um pedestre… Eu me apavorei e pisei no freio, mas o carro não respondia, do meu lado, o vendedor chorando de rir dizia: Não te falei que o carro era bom?

– Como assim, ele atropelou um pedestre!

– Pedestre nada, era só um viadinho preto, o Mercedão não perdoa, passa por cima mesmo!

Chegando na garagem agradeci e disse ao vendedor que ia pensar a respeito, pois não tinha gostado nada do carro. Ele, na maior arrogância disse que não se importava comigo, e que era para eu ir já me acostumando, pois era só o que teria daqui pra frente.

Voltei pra casa pensativo, sem entender direito os motivos das pessoas gostarem tanto daquele carro velho e sem autonomia… Então, decidi ficar com o meu velho Fiat 84 mesmo, pois apesar de tudo, ele me permite virar para a direita, para esquerda ou seguir em frente se eu quiser. Além disso, se furar o pneu, é só trocar.

(…)

Essa Matéria foi publicada no Jornal A Tribuna NH e na página do Facebook NH News.

Você se sente seguro em Novo Horizonte? Lembre-se de proteger o seu patrimônio. A Serseg Segurança, esta no mercado a mais de 10 anos. Quer proteger sua casa, sua empresa, seu patrimônio? A Serseg tem a solução ideal para você.

Ligue e peça um orçamento 17 – 3542-1100

Se preferir, acesse o site www.sersegsegurançaprivada.com.br

serseg blog

A produção do NH News é minha, Gilson de Lazari e a edição é do Rogéria Silva. Se você gosta do NH News, saiba que pode ser um patrono e assim ajudar nessa missão que é valorizar a cultura local, levar informação e livrar nossa cidade de antigos estigmas, principalmente, no âmbito político.

Saiba o que é e como ser um patrono acessando o link .

Receba o NH News “grátis” toda segunda pelo whatsapp… É só clicar aqui http://bit.ly/2K4qbFv e confirmar a mensagem.

Meu nome é Gilson de Lazari e foi um prazer falar de Novo Horizonte com vocês. Até a próxima.

População assume a bucha: VAI TER RODEIO SIM!

Novo Horizonte é um dos berços da Festa do Peão no Brasil. Zi Biasi, Português, entre muitos outros, foram pioneiros ao investir nesse nicho e elevar, não apenas a cultura rural, mas também as tradições sertanejas e principalmente a auto estima dos novorizontinos. São conquistas arrojadas, de pessoas independentes, que infelizmente estão sendo destruídas pela administração pública. Tanto, que esse ano não ia ter festa, mas a população assumiu a bucha… e vai ter Rodeio sim!

matéria rodeio

A história é longa, mas vou tentar resumi-la – Quando o português deixou o Clube de rodeio, a instituição se enfraqueceu e logo, o recinto, e a festa, ficaram à cargo da prefeitura, mais precisamente, à mercê da administração Toyota. Em 2010, Toninho Belão também passou pela administração, mas apenas deu manutenção à essa mesma equipe que esta aí desde 2000.

No caso da Festa do Peão – A falta de articulação com a população fez a prefeitura optar por entregar nossas festas para empresários de fora, pessoas do ramo de eventos que apenas visão o lucro financeiro acima de tudo. Um absurdo, mas muitas cidades também fazem isso. O que a prefeitura não podia ter feito, era deixar que desvalorizassem as nossas tradições, nossas heranças culturais, forjadas a duras penas por nossos antepassados. Hoje, Novo Horizonte é uma cidade sem cultura, sem memória, sem tradições, e a culpa é exclusivamente da ineficiência da administração pública.

Prova disso, é o fiasco do ano passado, quando comemoramos simultaneamente 50 anos de rodeio e 100 anos de emancipação. Melhor seria não ter feito nada, pois foi um desrespeito com a população. Por outro lado, foi bom, pois também deixou claro que essa administração não consegue corresponder aos mínimos anseios do povo.

Então, inflou-se o apelo popular “volta Clube de Rodeio”, na verdade, tornou-se um lema, uma missão, pois o Clube de Rodeio é a única esperança de restaurarmos o prestigio, não só da festa, mas da cidade. Se eu fosse o prefeito, teria me livrado dessa bucha e entregado o recinto para o Clube de Rodeio, mas isso não aconteceu, e sabemos porque não é? Interesses políticos, manutenção do poder e controle… afinal, o Clube de Rodeio é oposição, aliás, praticamente toda população é oposição, só apoia Toyota quem tem rabo preso, ou não se importa com a decadência da cidade.

O Fato é que – Dar a concessão do recinto ao Clube de Rodeio, enfraquece ainda mais a já abatida e apática administração. Além disso, Novo Horizonte se tornou MIT (município de interesse turístico), mesmo sem ter investimentos na área. Na verdade, Novo Horizonte esta em analise, e as chances de perdermos o MIT e a verba para o turismo são bem grandes, pois ao invés da prefeitura criar um plano consistente, aparentemente querem apenas usar o prestigio da festa do peão para manter o MIT, e detalhe, prestigio esse, que eles mesmos destruíram. Deu pra entender porque o recinto ainda não voltou para o Clube de Rodeio?

Pois bem, esse ano a prefeitura tentou novamente fazer a “licitação” da Festa do Peão, mas nenhum empresário “sério” do ramo de eventos quis participar. Como a prefeitura não quis devolver o recinto para o Clube de Rodeio, eles também não quiseram fazer “só a festa”. Eu falei com o português sobre isso e ele deixou bem claro que não quer apenas explorar a festa, ele quer resgatar as tradições e recuperar o recinto, mas isso a prefeitura não assume, pelo contrário, fazem intrigas.

Como ultima tentativa de realizar o Rodeio, a prefeitura ainda tentou convencer a Santa Casa e outras instituições filantrópicas a se responsabilizarem pela festa e assim, burlarem algumas burocracias. A Santa Casa, apesar de passar por dificuldades, é uma instituição séria, e não quis se envolver em projetos tácitos. Foi então que surgiu o Raí Ascêncio e a RPA Moda Country.

Raí é um empresário do ramo country, ele vende roupas e acessórios o ano todo, mas durante a Festa do Peão, seus lucros aumentam, por isso, é de seu interesse que aconteça o Rodeio. Além disso, Raí sempre promoveu eventos esporádicos na cidade, ele tem conhecimento no ramo e corajosamente bateu no peito e disse: Se ninguém vai fazer, eu faço!

Na última terça feira, (21) Raí e sua esposa Ana, promoveram um coquetel de lançamento da 51º Festa do Peão de Novo Horizonte. O encontro foi exclusivo para empresários da cidade que querem apoiar o evento, pois como é sabido, a festa aquece o comercio local. Quem mais lucra são lojas, restaurantes, hotéis e postos de combustíveis. Além disso, estão dando preferência para os profissionais da nossa cidade. “A Festa será à moda antiga” disse Raí.

O destaque positivo do evento foi o discurso do Roberto Biasi, que com o microfone em mãos, exaltou a coragem do casal de empresários da RPA Moda Country e declarou total apoio da tropa WR e da Usina Estiva.

O destaque negativo ficou, claro, para a administração publica que se fez presente através de Emerson Pontes, representando o ausente prefeito Toshio Toyota, que declarou apoio, mas em contra partida, esta cobrando 20 mil reais de aluguel de um recinto, que eles mesmos abandonaram.

(…)

Essa Matéria foi publicada no Jornal A Tribuna NH e na página do Facebook NH News.

Você se sente seguro em Novo Horizonte? Lembre-se de proteger o seu patrimônio. A Serseg Segurança, esta no mercado a mais de 10 anos. Quer proteger sua casa, sua empresa, seu patrimônio? A Serseg tem a solução ideal para você.

Ligue e peça um orçamento 17 – 3542-1100

Se preferir, acesse o site www.sersegsegurançaprivada.com.br

serseg blog

A produção do NH News é minha, Gilson de Lazari e a edição é do Rogéria Silva. Se você gosta do NH News, saiba que pode ser um patrono e assim ajudar nessa missão que é valorizar a cultura local, levar informação e livrar nossa cidade de antigos estigmas, principalmente, no âmbito político.

Saiba o que é e como ser um patrono acessando o link .

Receba o NH News “grátis” toda segunda pelo whatsapp… É só clicar aqui http://bit.ly/2K4qbFv e confirmar a mensagem.

Meu nome é Gilson de Lazari e foi um prazer falar de Novo Horizonte com vocês. Até a próxima.

 

Tragédia Anunciada

O Bairro São José – Esplanada contrasta a desigualdade que Novo Horizonte ostenta, pois apesar de ser um local rodeado por nossas maiores riquezas, sempre foi um bairro marginalizado e ignorado, não apenas pela administração pública, mas por todos nós do lado de cá!

manifestação

Quando criança, eu ia para o Esplanada uma vez por ano, assistia a Festa do Peão e não voltava mais. Lembro das casas humildes, das ruas de terra, e numa dessas idas, ouvi uma frase que me marcou: “Vejam, aqui é uma favela!” Alguém me disse isso enquanto passávamos em frente de algumas “casas” levantadas com madeiras, papelões e cobertas com lona. Eu, que nunca havia visto uma favela de verdade, passei a temer aquele bairro.

Passaram-se 30 anos e hoje em dia, reconheço o valor das pessoas que vivem lá. Inclusive minha vó, a Dona Zilá, reside na rua Firmino Bibiano da Silva. Sei que muitos, ainda não evoluíram seus conceitos a respeito do Esplanada, evitam o bairro e só aparecem por lá durante a festa do Peão.

Apesar do São José – Esplanada, já estar asfaltado, ainda continua sendo um bairro humilde, onde a maioria das famílias não possui carros, andam a pé, ou de bicicleta. Vocês sabem onde quero chegar, não é?

A duplicação da pista era um sonho, afinal, muitas pessoas morreram naquela travessia perigosa. Todos esperávamos que a reforma trouxesse mais segurança aos transeuntes. Mas após a conclusão da obra, infelizmente piorou, pois esta decretado: “Não vai ter passarela”. Agora, ao invés dos moradores se arriscarem na travessia de uma pista, terão que atravessar duas pistas e um buraco no meio. É mole?

Segundo o DER (Departamento de Estradas e Rodagem), a quantidade de pessoas que transitam por lá, jamais justificaria o investimento em uma passarela. O máximo que podem oferecer, é a instalação de radares.

Semana passada eu fui parado por uma moradora do Esplanada, ela queria me pedir ajuda, disse que aquele cruzamento é uma tragedia anunciada e temia por seus filhos que precisam atravessar a pista para irem à escola. Além disso, não existe iluminação, é um breu só. Presenciei gestantes e mães com carrinhos de bebês sofrendo para pular aquele buraco entre as duas pistas.

“você não pode fazer nada?” – Me perguntou a senhora.

Cara, que dureza, na hora eu disse sim, que escreveria uma matéria cobrando atitudes dos responsáveis do poder publico. Mas logo que virei as costas, comecei a pensar: Poxa, nem se quer a iluminação, da qual pagamos altas taxas mensais, o poder publico prestou-se a instalar? Olha a cidade como está? O que esperar dessa gente? Naquele momento, nenhuma luz brilhava no fim do túnel do Esplanada.

Então me lembrei que, a maior empresa da cidade, a Usina Estiva, fica do lado de lá, no Esplanada. Eles não podem se calar perante um prejuízo social desses. Outra, o Clube de Rodeio está finalmente voltando, tão pouco se calarão, afinal, o Recinto fica no Esplanada.

Ajudar a APAE, a Santa Casa, é lindo e necessário, sim, mas e a Esplanada, quem vai lutar com eles perante essa injustiça? Alguns poucos vereadores foram até São Paulo na semana passada e conseguiram uma pequena, mas valiosa atenção a respeito do caso, que ainda esta longe de ser resolvido, porém, eu me pergunto: Onde está o poder executivo de Novo Horizonte?

Eu sei que essa matéria não é suficiente para mobiliza-los, quem me dera fosse fácil assim. Porém, sei que apenas uma ligação do diretor da Usina cobrando atitudes do executivo, vale mais do que 20 manifestações. E antes que alguém pegue mal comigo, sim, eu sei que não é obrigação da Usina, mas seria legal se ajudassem os moradores do Esplanada, afinal, a Usina fica do lado de lá!

Essa Matéria foi publicada no Jornal A Tribuna NH e na página do Facebook NH News.

Você se sente seguro em Novo Horizonte? Lembre-se de proteger o seu patrimônio. A Serseg Segurança, esta no mercado a mais de 10 anos, atuando exclusivamente na cidade de Novo Horizonte. Quer proteger sua casa, sua empresa, seu patrimônio? A Serseg tem a solução ideal para você.

Ligue e peça um orçamento 17 – 3542-1100

Se preferir, acesse o site www.sersegsegurançaprivada.com.br

serseg blog

A produção do NH News é minha, Gilson de Lazari e a edição é do Rogéria Silva. Se você gosta do NH News, saiba que pode ser um patrono e assim ajudar nessa missão que é valorizar a cultura local, levar informação e livrar nossa cidade de antigos estigmas, principalmente, no âmbito político.

Saiba o que é e como ser um patrono acessando o link .

Receba o NH News “grátis” toda segunda pelo whatsapp… É só clicar aqui http://bit.ly/2K4qbFv e confirmar a mensagem.

Meu nome é Gilson de Lazari e foi um prazer falar de Novo Horizonte com vocês. Até a próxima.

Toshio vs Ideval – (round 2)

Recapitulando: No primeiro round, Ideval partiu pro ataque e acertou Toshio com uma denúncia direto no MP – A existência de uma funcionária fantasma foi um “baque”, mas Toshio, não teve seu status abalado perante a “high socity”. Então, Ideval esquivou-se e deferiu outra informação reveladora: Essa mesma funcionária, também é filha do responsável pelo tal “Município Verde Azul”, sendo assim, esse seria o único  motivo do prêmio estar sendo entregue, todo ano para a mesma cidade: Novo Horizonte!
Sim caro conterrâneo, a chapa esquentou, e hoje, darei sequência a essa SENSACIONAL luta politica. Pode soar gongo cocão, pois vai começar o segundo round.

00000111

Toshio recebeu as últimas instruções de seus treinadores e ao invés de revidar, resolveu cansar o adversário. Ele concedeu uma entrevista ao site NH SP, apresentado pela arrojada Aline Ramos. (Eu queria muito ter usado o áudio da entrevista para ilustrar o que o prefeito falou e assim não deixar nenhuma duvida sobre a veracidade dos fatos, mas infelizmente a Aline não me autorizou.)

Toshio deu a entrevista em seu consultório, pois apesar de ser prefeito, sua atividade principal é como médico ortopedista. Eu queria que ele fosse prefeito em tempo integral, pois a cidade está precisando de um, mas acho que a população não pensa assim, pois já é o quarto mandato do Toshio. Enfim, Aline questionou o prefeito sobre “Muriel” a tal funcionária fantasma, e Toshio, ao invés de responder a acusação,  usou técnicas orientais para desqualificar o denunciante.

Abre aspas:

“Primeiramente essa pessoa que fez a denúncia não merece crédito. Ele inventou uma noticia e agora vai ter que provar. Não há nenhuma irregularidade com essa funcionária”

Fecha aspas.

Toshio finalizou o assunto rapidamente, mas antes, ameaçou os moradores, pedindo que “deletem” aquela informação, pois além da fonte não ser confiável, ele vai levar o caso para justiça, doa a quem doer.

Agora a luta havia ficado equilibrada, Toshio, é um experiente político, e sabe o que o povo quer ouvir. Calar-se, mudar de assunto e ameaçar de processo, são artimanhas que sempre funcionaram em seu governo.

Ideval, o único vereador com culhões para enfrentar o prefeito, ficou no canto do corner. Toshio em vantagem, lembrava Apollo Creed, socando impiedosamente o rosto de Balboa. Mas como em Rocky 2, Ideval reage e volta a atacar Toshio, cara… que luta!

Ideval disparou mais uma sequencia de denúncias fatais, que deixaram Toshio momentaneamente inconsciente. Ele Anexou que, além de Muriel, o seu pai, José Walter Figueredo Silva, coordenador do tal prêmio “Município Verde Azul”, também teria recebido pagamentos pontuais da prefeitura.

Para ser exato, José Waler recebeu 35 mil reais, e foi justamente nos anos que antecederam os títulos que foram entregues para Novo Horizonte.

Mas antes de soar o gongo, Ideval ainda soltou um cruzado de esquerda que lançou Toshio à lona: Jairo Ferraz Sampaio, funcionário em cargo de confiança e aliado político do prefeito foi acusado de ENRIQUECIMENTO ILÍCITO.

Segundo a denúncia de Ideval, Toshio, que também é investigado na operação Zelotes da Policia Federal e tem seus bens bloqueados pela justiça, transferiu ilegalmente casas, lotes e carros para o nome de Jairo, cujo rendimentos na prefeitura não ultrapassam 3 mil reais mensais, sendo assim, seria incompatível com o patrimônio acumulado nos últimos anos que chega a “Meio Milhão de Reais”.

O prefeito está na lona, e a contagem já começou… 10… 9… 8…

 

Essa Matéria foi publicada no Jornal A Tribuna NH e na página do Facebook NH News.

Você se sente seguro em Novo Horizonte? Lembre-se de proteger o seu patrimônio. A Serseg Segurança, esta no mercado a mais de 10 anos, atuando exclusivamente na cidade de Novo Horizonte. Quer proteger sua casa, sua empresa, seu patrimônio? A Serseg tem a solução ideal para você.

Ligue e peça um orçamento 17 – 3542-1100

Se preferir, acesse o site www.sersegsegurançaprivada.com.br

serseg blog

A produção do NH News é minha, Gilson de Lazari e a edição é do Rogéria Silva. Se você gosta do NH News, saiba que pode ser um patrono e assim ajudar nessa missão que é valorizar a cultura local, levar informação e livrar nossa cidade de antigos estigmas, principalmente, no âmbito político.

Saiba o que é e como ser um patrono acessando o link .

Receba o NH News “grátis” toda segunda pelo whatsapp… É só clicar aqui http://bit.ly/2K4qbFv e confirmar a mensagem.

Meu nome é Gilson de Lazari e foi um prazer falar de Novo Horizonte com vocês. Até a próxima.