Vista sua camisa da CBF e grite bem alto…

Eu tenho uma teoria, ela é meio radical, mas acredito que se o Brasil tivesse passado por uma guerra as coisas por aqui seriam bem diferentes. Não estou falando de guerrilhas. Digo, GUERRA, WAR! Extermínio de inocentes, fome, caos, trevas… ( )

camisas cbf

Vejam o Japão por exemplo: Quem diz que jogaram uma bomba atômica lá está errado. Jogaram DUAS bombas atômicas num país que já estava devastado pela guerra. Isso sem contar os desastres naturais que são comuns por lá. Mas hoje, os japoneses são como baratas, casca dura, adaptados à sobrevivência, patriotas e unidos.

É muita maldade desejar uma desgraça dessas para consertar um povo, mas veja também o caso da Alemanha – palco principal da segunda guerra mundial, que hoje, é a maior economia da Europa. Vai lá e pergunta sobre patriotismo – Ninguém vai lembrar do 7×1 no Brasil. Com os olhos lagrimejando, lembrarão dos bisavós que morreram na guerra.

Já no Brasil, onde o clima é perfeito, sem desastres naturais e sem guerras… nada funciona! Sabe o que nós, brasileiros, entendemos sobre patriotismo? – Vestir a camisa da CBF!
A maior paixão e o maior orgulho do povo brasileiro, é representado pela camisa de uma instituição corrupta. Cujo maior objetivo é vencer uma competição organizada por corruptos. E pior, usamos ela pra lutar contra a corrupção.

Será que seria diferente se tivéssemos passado por uma guerra bem sangrenta?

Eu mesmo, que estou aqui criticando, tenho uma vida inteira marcada por copas do mundo – Nasci em 1978, ano da copa na Argentina. Em 82 a copa foi na Espanha, não me lembro de nada, mas tenho fotos com a camisa da CBF. Em 86 eu aprendi que muitos erros poderiam ser tolerados na vida, menos perder um pênalti na copa do mundo.

Em 1990, o Brasil mandou mau na Itália, parece ontem, mas União Soviética, Tchecoslováquia e Alemanha Ocidental estavam em campo e nos ensinaram que tudo pode mudar.

Finalmente em 94, com 16 anos, consegui ver a seleção campeã pela primeira vez. Festejei pelas ruas de Novo Horizonte, foi uma mistura de carnaval com ano novo. Foi aí que eu aprendi que para a maioria das pessoas, tudo pouco importa, desde que o Brasil ganhe a copa.

Em 98 era para sermos bi, mas perdemos para França na grande final. A festa já estava armada, então… bora comemorar e fazer jus ao patriotismo pela CBF, pois tínhamos certeza que o penta estava próximo, e ele veio, em 2002, na copa do Japão. Foi meio sem graça, os jogos eram as 7 da manhã e não rolava aquele churrascão… mas valeu. Chupa Japão! Chupa Alemanha! Somos Penta!

Em 2006 tomamos outro toco da França, 2010, um chocolate da Holanda, até  que finalmente chegou o tão esperado e fatídico ano de 2014 com o combo duplo da desgraça premeditada – Copa no Brasil + eleições presidências.

Em campo, a CBF tomou de 7×1. Indignados, os brasileiros médios guardaram suas camisas da CBF no fundo da gaveta. Muitos até juraram que jamais a usariam de novo. Mas em 2016, lá estavam eles de novo, os torcedores da CBF, uniformizados e protestando pelo fim da corrupção. Justo com a camiseta da instituição mais corrupta do Brasil.

Queriam tirar a Dilma e por Aécio Neves. E nem se importavam se aquilo pioraria o que já estava ruim, importante mesmo era tirar o PT , conseguiram, e para não dar muito na cara, os patrocinadores do impeachment acharam melhor deixar o Aécio de fora e em seu lugar colocaram Temer que executou o plano de governo do Aécio.

Dois anos depois… estamos aqui “fudidos” (literalmente de verde e amarelo), sentados no sofá, vestidos com nossas camisas da CBF, felizes e orgulhosos da bela equipe montada por Tite.

Copa em ano de eleição. Pra piorar? Só se o Brasil ganhar!

(Publicado no Jornal A Tribuna NH)

Assine o NH News Podcast

iOS
Android

Se preferir assinar manualmente, o endereço do feed é:

https://feeds.feedburner.com/nhnewspodcast

Anúncios

Um comentário em “Vista sua camisa da CBF e grite bem alto…

  1. O Brasil é um pais fantástico, habitado por pessoas medíocres, moro numa cidade pequena (17 mil hab), a forma de se fazer politica aqui, mostra que não há a menor possibilidade de a curto ou médio prazo haver algum tipo de mudança na mentalidade do povo.
    As pessoas, na sua maioria, não enxergam o bem público como algo PÚBLICO e sim como propriedade do grupo que ganhou as eleições. A folha de pagamento da prefeitura é aberta para quem quiser ver, mas, ninguém se interessa, se a família do prefeito tá toda na folha de pagamento, ninguém liga, é assim em todo lugar, o Brasil inteiro age assim.
    Põe 2 milhões na parada Gay (não sou contra) ou na marcha para Jesus (Também apoio), mais, não somos capazes de por 500 mil pessoas para reclamar da corrupção, simplesmente aceitamos… vamos parar por aqui, ta virando textão chato, abraço e parabéns pela publicação.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s