Peões invadem Centro Cultural de botas e chapéu

O Povão foi chegando de mansinho, aos poucos, alguns até envergonhados, afinal, valorizar a cultura parecia até coisa de cabra à toa. Mas agora, todo sábado tem encontro cultural no antigo mercadão. Até o Zé, que todo mundo falou que não ia, foi. Só tá faltando você.

BOTINA E CHAPÉU

O antigo mercadão, hoje, é o Centro Cultural Gino de Biasi Filho. Ele está localizado no centro de Novo Horizonte num prédio histórico que foi reformado e adaptado para ser um espaço de valorização à cultura.

Na reinauguração, em 2013, uma euforia fez as coisas fluírem momentaneamente, mas logo, um interesse particular em elitizar o espaço acabou afastando os verdadeiros artistas novorizontinos. Digo, aqueles, que de tão simples, negam o título de artista.

Mas felizmente esses tempos se foram, e junto com os elitistas, sabe quem se foi também? – A prefeitura, ou melhor, os comissionados do prefeito.

Todos sabem que foi graças ao projeto de incentivo fiscal do governo que o antigo mercadão foi reformado e transformado em Centro Cultural. O dinheiro veio da isenção de “parte” dos impostos que a Usina Estiva pagaria ao governo.
Mas o que poucos sabem, é que quando os municípios são contemplados por esse projeto de lei, as prefeituras não podem administra-lo. O espaço não deixa de ser público, mas fica obrigatório que uma associação de moradores o administre. Aqui no nosso Centro Cultural, essa concessão foi passada pelos proponentes do projeto, a ADENOVO, para a Associação Cultural Prof. Sebastião Godoy, ao qual administra até hoje.

Fácil de entender, não? Mas a prefeitura não entendeu, ou não quer entender, ou foi mau assessorada pelos seus advogados, enfim, não sei. O fato é que entraram na justiça com um pedido de despejo da Associação Prof. Sebastião de Godoy, acusando-os de terem invadido o espaço público.

Cara, que dureza que é lutar pela cultura, numa cidade sem cultura.

E não é só judicialmente não, a prefeitura também está conspirando contra os projetos culturais que estão sendo promovidos no Centro Cultural, por exemplo: Faz quatro anos que a feira do livro é montada na nossa casa de cultura, mas pela primeira vez os alunos da rede municipal foram impedidos de visita-la.

Os reais motivos todos sabem, são políticos. Mas o que irrita mesmo, é saber que em mais de 5 anos que o Centro Cultural esteve à disposição da prefeitura, nada de relevante foi feito. E agora, quando os artistas estão finalmente ocupando o espaço… tentam impedir! É aquela velha máxima: Se eu não faço, ninguém vai fazer!

A partir de 2018 o Centro Cultural começou ficar mais independente e está se tornando um verdadeiro e abrangente espaço de valorização à cultural; Lindos projetos estão acontecendo: como o encontro de violeiros que acontece todo sábado e é organizado pela Diva Martins, junto com ele, a valorização do rodeio, cujo as primeiras festas do Brasil, foram promovidas por novorizontinos pouco reconhecidos em suas conquistas.

Além disso, teremos a orquestra de viola caipira, o grupo de catira, e muitas mais tradições do homem do campo. Tudo assim, simples, exatamente como nossas raízes culturais são.

Se esse assunto é importante para você, saiba que pode ajudar, é só fazer uma visita ao Centro Cultural, e é importante avisa-los que já podem entrar de chinelo, de botas, de sapatão e até de salto alto… Você será bem vindo ao chegar à pé, de bicicleta, de carro, moto, ou à cavalo, venha, pois coisas incríveis estão acontecendo no Centro Cultural de Novo Horizonte.

(publicado no Jornal A Tribuna NH)

Assine o NH News Podcast

iOS
Android

Se preferir assinar manualmente, o endereço do feed é:

https://feeds.feedburner.com/nhnewspodcast

Anúncios

Um comentário em “Peões invadem Centro Cultural de botas e chapéu

  1. Muito bom Gilson, é exatamente isso que está acontecendo.
    Eu estou no Centro Cultural desde antes da inauguração, Estou dando aulas de Teatro nas terças das 19 às 22h como voluntária pois não consegui nenhum patrocínio, eu até pago xerox de apostilas para meus alunos.
    Tudo pela Cultura e a paixão pelo Teatro.
    Abraço.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s