Será que tá todo mundo louco ou só eu mesmo?

Pessoas morrem todos os dias no Brasil, um pai foi assassinado na frente do filho, uma médica levou dois tiros na cabeça… Porque só se fala da negra, lésbica, defensora de direitos humanos?

29216861_1628559010530890_669153220362240000_n

Qualquer pessoa que vive no planeta Terra sabe o que aconteceu com Marielle. Ao meu ver, a panela de pressão já estava espumando antes dela ficar mundialmente conhecida a ponto, até, do Papa Francisco ligar para confortar a sua mãe. Mas algo me intriga – porque tanta antipatia pela vereadora carioca a ponto de algumas pessoas comemorarem a sua  morte?

Será porque ela era Negra? – negros foram massacrados e vendidos como escravos, essa reintegração social de fato, nunca foi reparada, negros continuam morrendo muito mais que outras raças e para muitos isso é até normal. Ou seja, não foi isso que chocou as pessoas.

Porque ela era feminista? – É bíblico, mulheres sempre foram submissas. Se analisarmos a escala evolucionária histórica da sociedade, notaremos que as mulheres começaram tirar a burca “ontem”, ou seja, mulheres são massacradas diariamente há séculos, principalmente por seus próprios parceiros. Não foi isso que chocou as pessoas.

Porque ela era gay? – Gays são atacados nas ruas todos os dias e muitos acabam morrendo vitimas da intolerância. Não foi isso que chocou as pessoas.

Porque ela era defensora dos direitos humanos? Talvez sim! “Direito dosmanos” é como os internautas radicais gostam de citar nas redes sociais. Uma piada de mau gosto que está sendo propagada sem qualquer responsabilidade em apurar quem faz um trabalho sério de quem não faz. Tem até pré candidato prometendo acabar com as ONGs caso seja eleito, vendendo isso aos eleitores como a solução para o fim da violência. Generalização e promessas fúteis. Esses talvez sejam os motivos da supervalorização da morte da vereadora carioca.

Marielle fez sua leitura politica, se filiou ao PSOL, um partido de esquerda, e optou por defender os direitos humanos. Ela acreditava que a violência não nasce com a pessoa, são reflexos da falta de educação, falta de saúde, falta de oportunidades e principalmente do preconceito desacerbado que muitos brasileiros ainda praticam, as vezes inconscientemente. Ela comprou uma briga política, por isso é correto que a morte dela seja discutida em âmbito politico.

Essa “supervalorização” aconteceu quando pessoas que se dizem “de bem”, e ao mesmo tempo não entendem a utilidade os direitos humanos; usaram as redes sociais para comemorar a morte de Marielle. Um absurdo sem tamanho que comoveu pessoas normais, ao ponto de contra-atacarem, causando então um debate baseado em “fake-news.” Rendeu tanto, que chegou a ser discutido na ONU e em assembleias europeias.

Por isso eu pergunto – Quem é o inimigo? Os bandidos na favela, o pretinho, os “nóias”? – ou os políticos que não querem tratar a raiz do problema e a desigualdade social?

Nossa situação só piora, ninguém quer investir em alicerces. Sabe porque? – isso não reelege e não da ibope instantâneo. Ninguém quer por em pratica um plano eficaz de combate a pobreza e assim amenizar, não só a violência, mas também a corrupção, o jeitinho, a intolerância… fazer algo “direito” requer primeiro um bom plano e depois, competência para executa-lo. Alem de paciência, né? Afinal, pode demorar 20 anos ou mais para começar a dar resultado. O problema é que o eleitor está irracionalmente furioso, ele quer saber do agora, quer respostas fáceis e não se importa que sejam fúteis. Quer ouvir que bandido bom é bandido morto, mas não quer saber quem é o bandido.

A falta de empatia potencializou a tragedia, pois chocou duas vezes. Uma quando Marielle e seu motorista foram brutalmente assassinados enquanto investigavam a desastrosa ação militar no Rio de Janeiro. Outra, quando “cidadãos de bem” tentaram inibir a comoção pela sua morte.

Por isso, não importa quem seja, vai ter comoção sim, e em dose dupla – podem já ir se acostumando!

(Publicado no Jornal A Tribuna NH)

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s