Novo Horizonte, uma cidade premiada, maquiada ou sucateada?

A Educação e o Meio Ambiente conquistaram prêmios que são regularmente usados como álibi para compensar os problemas dos setores deficientes da cidade. Mas esses prêmios servem pra que e pra quem, Cara-pálida?o

Vamos direto aos fatos: Novo Horizonte em 2018 ganhou pela terceira vez consecutiva o prêmio “Município Verde Azul” – Criado em 2007 pelo Governo Estadual, o “concurso”, oferece aos municípios ganhadores um prêmio. Esse ano foi uma maquina de varrer rua.

A ideia é boa – incentivar os municípios a cuidarem melhor do meio ambiente. Os critérios de avaliação são: Esgoto Tratado, Biodiversidade, Arborização Urbana, Gestão das Águas, Qualidade do Ar, etc. Itens básicos, eu sei, mas que ainda faltam em muitos municípios.

Novo Horizonte ganha esse prêmio todo ano. Será que é porque a pessoa que avalia a pontuação das cidades é pai de uma comissionada do Meio Ambiente? Talvez! Mas independeste disso, eu quero falar sobre outros disparates – Novo Horizonte, assim como os municípios vizinhos, extinguiram mais de 90% de suas matas nativas. Elas deram lugar a pastos/lavouras que hoje monopoliza uma só cultura, a cana de açúcar, nossa principal fonte de renda. De onde tiraram a biodiversidade?

Os córregos recém canalizados desabaram. Praticamente todas as nossas pontes estão sustentadas por entulhos e a lagoa municipal está infestada de aguapés. Que Gestão de água é essa?

Como podemos ser premiados pela qualidade do ar, se quase todos os dias respiramos o fedor que vem de um confinamento? O mau cheiro chega a causar náuseas!
Não precisa ser gênio. É uma questão de bom senso. Esse tal… Município Verde Azul é cinza.

Na Educação também não é muito diferente. Definhou de exemplo a ser seguido por outros diretorias para ferramenta eleitoral dos políticos da base. Hoje, o sucesso conquistado pela educação serve apenas de muleta para justificar a manutenção de uma administração perdida em suas próprias promessas.

O ponto forte onde tentam se segurar é o ensino fundamental. É de onde vem o reconhecimento devido ao auto índice do IDEB. Porém, muito se empresta do glamour da Educação, mas pouco se contesta: Como pode um ensino ser assim, tão bom, e não conseguir ingressar quase nenhum aluno(a) em faculdades estaduais ou federais? Porque os filhos dos diretores, vereadores, e comissionados do auto clero da prefeitura estudam em escolas particulares? Nossa rede municipal não é a melhor do universo? Porque eles, que divulgam que temos a melhor educação, não usam?

Tenho recebido inúmeras mensagens de professores da rede municipal. Alguns defendo o pão, mas a maioria concordando comigo. Injuriados e insatisfeitos, não se pronunciam, pois temem a represália. Ouço todo tipo de denuncia: Desde de manipulação do IDEB,  sumiço com os maus alunos em dias de provas, e principalmente que o pagamento dos professores está em atrasado.
Como? Salários atrasados? Isso seria corriqueiro em qualquer município do Brasil. Mas aqui não é qualquer lugar, poxa! Aqui é o melhor ensino no universo! Ou será que não?

Hoje o investimento na Educação compromete quase 35% do orçamento do município. É quase duas vezes o da Saúde, que vem passando por sérias dificuldades para poder manter a “boa reputação” da Educação. Sem falar no caso do transporte dos estudantes universitários que amargam a perda de um beneficio conquistado 20 anos atrás. Segundo os porta vozes da prefeitura, nossa frota escolar está sucateada. Mesmo tendo recebido 3.5 milhões em 3 anos.

Sabe que tipo de pessoa daria esses prêmios para uma cidade como Novo Horizonte? – Alguém que não mora aqui!

Anúncios

2 comentários em “Novo Horizonte, uma cidade premiada, maquiada ou sucateada?

  1. Gilson, sou professora da Rede Municipal do ensino fundamental. Se você pegar a lista de aprovados da etec noventa por cento são alunos que fizeram o fundamental na rede municipal e muitos alunos da etec ingressaram sim em faculdades públicas. A etec sempre divulga esse resultado. O nosso ensino médio é vinculado ao magistério e sua finalidade é formar profissionais para essa área. E os alunos que se formarão esse ano estarão aptos sim a exercer a profissão. O fato de a nossa educação ser considerada uma das melhores não quer dizer que é perfeita, pois sempre mudamos o que não dá certo.
    O empenho na educação parte de todos os envolvidos, tanto professores, diretores, coordenadores…
    Faça uma visita nas escolas e você verá que é um trabalho muito sério.
    A educação é uma das poucas coisas boas que nossa cidade tem. Vamos valorizar, se nossa administração deixa a desejar os profissionais da educação ralam pra caramba.
    O fato de ser contra a atual administração não significa que tenhamos que fechar os olhos para o que é bom.
    Não somos perfeitos, mas procuramos dar o nosso melhor cada dia mais.
    Me dói ver pessoas usando a educação para atacar a administração…

    Curtir

    1. Quero agradecer sua visita Tatiana. Estou surpreso que alguém da Educação de Novo Horizonte tenha reservado um tempinho para vir criticar o texto da minha coluna no Jornal A Tribuna.
      Eu conheço o nosso ensino, meus dois filhos estudam na rede municipal, mesmo assim agradeço o convite.
      Talvez você não tenha percebido, mas eu não estou criticando a nossa educação e sim, criticando, o mesmo tema ao qual você usou para defender-la, “politica”. Note: Enquanto eu digo que a Educação e sua “boa reputação” são usadas para promover políticos da base. Você me acusa de usar a Educação para atacar a administração (base) que como você mesmo confirmou está deixando a desejar.
      Sabe Tatiana, quando eu tinha 5 anos mais ou menos, lembro da minha mãe dizendo que eu era o menino mais lindo do mundo. Ela sempre dizia isso. Tanto, que chegou um momento que eu realmente acreditei. Principalmente quando as visitas na minha casa também me elogiavam. Certo dia, um menino mais velho me chamou de feio. Achei estranho, nunca ninguém havia me chamado disso. Fui pra casa, olhei no espelho, e comecei notar algumas imperfeições. A beleza é assim, está nos olhos de quem vê. Quanto mais eu crescia, mais feio eu ficava. No entanto, para a minha mãe, até hoje eu sou o menino mais lindo do mundo. Deu pra entender?

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s